DEEKSHA E A CURA ANCESTRAL KAHUNA
O QUE É O DEEKSHA?
SRI AMMA BHAGAVAN
O MOOLA MANTRA
A CURA ANCESTRAL - NOSSOS ANTEPASSADOS
A MEDITAÇÃO KUPUNA PONO
 
O QUE É O DEEKSHA?

DEEKSHA ou Benção da Unidade é uma energia voltada para o despertar da nossa consciência. Em sânscrito, a palavra “deeksha” significa “transmitir conhecimento espiritual ou energia pura”. É uma transferência de energia que realiza uma expansão do nível consciencial. O nível de consciência de uma pessoa determina a qualidade de experiência de vida. Quando a consciência emerge, lá está um grandioso despertar, alegria, amor, união e foco em tudo o que você faz e experimenta.

A DEEKSHA é um fenômeno neurológico e científico porque atua no cérebro, na região dos lóbulos parietais e frontais. Regula e harmoniza as funções do cérebro, o sistema límbico, o neocórtex e a medula oblonga, chamada de esfera do criador. A intenção da energia é nos recolocar em contato com o senso de UNIDADE- do qual estamos supostamente distanciados por uma ilusão de separação provocada, dentre outras causas, pela forma como viemos e crescemos no mundo, pelo surgimento do ego e personalidade, e suportada pela maneira como nosso cérebro funciona.

A Deeksha não exige a prática de um determinado estilo de vida, nem é uma iniciação para se seguir em um novo caminho. Ela não está vinculada  a nenhuma filosofia ou ideologia. Ela transcende as barreiras culturais e religiosas partindo do fato de que ela apenas escolhe  despertar cada um na sua própria tradição espiritual, facilitando uma mudança neurobiológica, tornando a religião uma questão de escolha pessoal e conveniência. Por isso as pessoas que pertencem a qualquer fé ou faixa etária podem receber a Deeksha.

A Deeksha é transmitida pela imposição das mãos sobre a cabeça do receptor ou, por vezes, através da intenção. Neste caso, o doador mantém o receptor na sua consciência por alguns minutos e permite que a Deeksha flua. Desta forma, a Deeksha pode ser transmitida à distância ou a um grande grupo de pessoas, todas ao mesmo tempo.

 

 
SRI AMMA BHAGAVAN

Os mestres Sri Amma e Bhagavam são os criadores da Oneness University (Índia), atuam junto à Oneness Deeksha, criam e coordenam todos os processos de formação dos Oneness trainers na Índia para que estejam habilitados a iniciar novos doadores dessa energia (Deeksha's Givers) em seus países de origem.
O casal de indianos iniciou seu trabalho espiritual na década de 80, com uma pequena escola no interior da Índia, onde davam aula para crianças de uma aldeia. Lá eles se preocupavam com a felicidade das crianças, não apenas com seus conhecimentos técnicos. Após isso, quando passaram a irradiar a energia da Bênção da Unidade, começaram seu trabalho mundial e hoje existe a Oneness University (Universidade da Unidade), por onde passam, mensalmente, milhares de pessoas, visando seu aprofundamento espiritual através do Despertar e da Ampliação da Consciência.
Ao longo da juventude, Sri Bhagavan assumiu uma profunda intenção (ou “sankalpa” em sânscrito) de encontrar uma forma de ajudar todos os homens e mulheres, independentemente de origem, crença, estilo de vida ou associação religiosa, a dar aquele salto para uma experiência livre e desimpedida do Divino que, antes, estava disponível apenas para os místicos. Ele conheceu Sri Amma e descobriu que ela tinha o mesmo desejo e a mesma intenção. Eles casaram-se em 9 de junho de 1976.
Com Sri Amma agora como companheira dele, fundaram a escola Jeevashram em 1984. Essa instituição devotada a educar e a amar os estudantes de modo holístico, tornou-se o berço do fenômeno Oneness. Assim que a Benção (Deeksha) começou a fluir através dos jovens estudantes, Sri Amma-Bhagavan constatou que essa energia foi concedida para o benefício de toda a humanidade, não para liberar uns poucos escolhidos, mas para compartilhar a graça da Benção da Unidade com toda e qualquer pessoa que estivesse procurando transformação, cura e uma vida significativa e repleta de alegria.
Sri Amma-Bhagavan acredita que experienciar é um requisito para uma vida vivida de forma plena, e que toda e qualquer coisa, se experienciada completamente, independentemente de ser difícil ou trágica, no devido tempo transforma-se em alegria.
O Deeksha prega que a vida deve ser vista sem resistências e seguir o fluxo e deixar fluir é o caminho para conquistar a felicidade e a plenitude da consciência

 

O MOOLA MANTRA
 

O Moola Mantra é uma benção Divina.
Você não precisa ser devoto de Sri Amma-Bhagavan para receber esta graça, mas você precisa invocá-la com o coração. Esse mantra contém a natureza de Deus e da Criação. É uma experiência do Divino em si. Entoar o Moola Mantra é atrair para você a energia da Unidade, da não separação com tudo e com todos.

AUM SAT-CHIT ANANDA PARABRAHMA,
PURUSHOTAMA, PARAMATMA,
SRI BHAGAVATHI SAMETHA,
SRI BHAGAVATHE NAMAHA

TRADUÇÃO
AUM/OM – Som original do Universo
SAT – Existência
CHIT – Consciência
ANANDA – Bem aventurança
PARABRAHMA –O maior de todos, Deus, O-sem-forma, Aquele que está além do espaço e do tempo
PURUSHOTAMA – O Deus manifestado (Jesus, Buddha, Kalki)
PARAMATMA – O Divino em nosso coração
SRI – Palavra que designa tratamento cerimonioso a uma alta consciência
BHAGAVATHI – O aspecto feminino do Divino
SAMETHA – Em conexão com
BHAGAVETHE – O aspecto masculino do Divino
NAMAHA – entrega, reverencia.

 
A CURA ANCESTRAL - NOSSOS ANTEPASSADOS
"Nosso passado não acaba, ele acontece todos os dias. Muito da nossa personalidade vem de legados ancestrais. Nossa personalidade é em parte resultado de uma linhagem de nossos familiares. Nós trazemos uma herança ancestral tanto no aspecto dos valores, como dos padrões negativos". Denise Linn (autora do livro "Descendentes")

Como indivíduos somos únicos, contudo somos o resultado de uma longa fila de pessoas que nos trouxeram a este momento, neste tempo presente‑ vivendo, respirando, explorando e desfrutando a vida, com tudo o que ela tem para oferecer. NOSSOS ANTEPASSADOS.
Todos nós temos antepassados - pessoas reais que viveram, respiraram e tiveram emoções e sentimentos semelhantes aos nossos. Em alguns casos nossos antepassados tiveram uma família feliz e bem sucedida; em outros, eles morreram carregando sentimentos de culpa, raiva ressentimento, medo ou remorso. Nós somos o resultado de milhares de pessoas, que viveram, aprenderam, criaram, ensinaram.
Os ancestrais são nossos predecessores, e estão presentes dentro de nós em nossos genes, em nossas células. Codificado em nosso DNA e em nosso corpo existe uma pequena manifestação dos nossos antepassados. Portanto, as células de nosso corpo contêm ecos de nossa família, e influenciam a forma de percebermos a realidade. Eles estão vivos (em energia) dentro de nós.

Você é o produto de seus antepassados, e uma fração da complexa tapeçaria da vida deles faz parte de você. Começando por nossos pais, a linhagem ancestral se duplica a cada geração. Se contar dez gerações para trás, vamos perceber que existem mais de mil antepassados diretos em nossa árvore genealógica.
Pela força dos nossos ancestrais estamos hoje aqui. Eles tornaram possível nossa realidade, errando ou acertando, pois, o que eles fizeram no passado impactam as gerações seguintes..
É evidente que qualquer padrão ancestral com base genética surtirá uma influência maior nas primeiras gerações.
Muitas pessoas se lembram de um ou até mesmo de todos os avós, mas pouquíssimas conheceram seus bisavós. Alguma vez você já parou para pensar em que tipo de pessoas os seus bisavós foram? Provavelmente nasceram no século XVIII e tiveram um estilo de vida muito diferente do atual. Contudo, apesar disso, os temas que fundamentaram a vida deles são semelhantes aos seus. Se seus bisavôs levavam uma vida feliz, produtiva, ou se eles se curvaram sob o fardo das lutas diárias pela sobrevivência? Alguma vez você se questionou até que ponto a vida dos seus antepassados espelha a sua própria vida, ou o quanto eles ainda podem estar influenciado você atualmente. Herdamos de nossos antepassados, pelos genes, a nossa forma física (a cor dos olhos e do cabelo, e em menor grau, a nossa estrutura mental e psicológica). Tudo mais é o resultado de nossas experiências de vida. Entretanto, atualmente sabemos que a existência de padrões familiares parece persistir por certo número de gerações, afetando pessoas daquela família.

A conexão com os ancestrais nos fornecem um sentido de continuidade que nos ajuda em momentos difíceis. Eles influenciaram nossa aparência física, nosso comportamento atual, nosso inconsciente, nossa energia.
Nossos antepassados imediatos nos transmitiram bem mais do que atributos físicos. As facetas importantes da vida deles – seus sucessos, fracassos e temperamentos – também se refletem em nós. Não importa como tenha sido difícil a dinâmica de cada família. Podemos mudar isso.
Através da Cura Ancestral Kahuna KUPUNA PONO* e da Benção da Unidade (Deeksha** podemos curar padrões/feridas ancestrais na TEIA FAMILIAR . Isso nos libertará e consequentemente libertará nossos descendentes.

 
A MEDITAÇÃO KUPUNA PONO

A herança ancestral influencia além de nossa etnia, nossas crenças e aspirações. É em grande parte responsável por nossas escolhas, medos, sonhos, impulsos. Para honrar nossos ancestrais precisamos perdoá-los, pois esse ato de perdão ajuda a curar as energias ancestrais negativas (nossa herança negativa) de culpa ódio, rejeição, raiva, negação, etc. Isso ajuda a liberar o padrão familiar negativo. A Sabedoria Ancestral do Hawaii (Xamanismo Kahuna) está baseada em dois princípios:
PONO - bom, certo, verdadeiro, correto. Estar em perfeita harmonia com o universo e ALOHA – amor compartilhado. Essses dois princípios sõa a base da Meditação Kupuna Pono.

Em muitas culturas da Polinésia (incluindo o Hawaii) acredita-se que os erros de uma pessoa (chamado hara ou hala) causam doenças e atraem deuses malévolos durante gerações. Ritos específicos são feitos para "desatar ou reparar o erro" e, assim, diminuir o acúmulo deles.
A terapia que deve ser realizada inicialmente é a confissão. Acredita-se que o sigilo VANUATU é o que dá poder para o mal. Quando o erro é confessado, já não tem poder sobre a pessoa. A harmonia poderia ser restaurada apenas pela confissão e um pedido de desculpas.
KUPUNA PONO é a meditação Ho’o’ponopono especifica para a cura da linhagem familiar (OHANA) .
KUPUNA significa “avôs” ou ancestrais e PONO significa harmonia. Colocar a ancestralidade em harmonia é o objetivo da desta meditação.
Esta meditação auxilia na liberação de memórias acumuladas, de padrões e programações ancestrais negativas que ressoam na TEIA FAMILIAR e que interferem em nossas vidas impedindo o fluxo natural das bênçãos do Universo em todas as áreas existenciais.
 
 

A psicoterapeuta e analista junguiana Irene Carmo Pimenta alia a Cura Ancestral Kahuna (Kupuna Pono) ao Deeksha (A Benção da Unidade) em um trabalho altamente curativo e transformador.
As JORNADAS XAMANICAS COM KUPUNA PONO E DEEKSHA acontecem todas as quintas feiras das 19;30h as 22h no Instituto Oficina de Consciência (veja aqui como chegar).
A contribuição é de R$15,00. Deeksha´s Givers (doadores de Deeksha) não pagam. Confirme presença pela Whatzap (ou SMS) 11 99651.3011.