Visualizações 4

É do estudo do xamanismo que podemos aprender muito sobre as interações mentais entre homens e animais.. O estudo dos totens animais é muito importante para a compreensão de como o reino espiritual se manifesta na vida natural.

As relações entre o xamã e os animais são de natureza espiritual, e de uma intensidade mística tal que se torna difícil para a mentalidade moderna, cética, imaginá-la. A relação era tão íntima que os xamãs achavam possível tornar-se um animal. Ao se tornar um animal mítico, o homem transformava- se em algo maior e mais forte do que ele próprio.

O pensamento xamanico diz que existe uma mente grupal, e um animal arquetípico ou mestre para cada espécie. Os espíritos animais estão seguros numa espécie de consciência coletiva e sabedoria de suas espécies. Em consequência, espíritos animais são excelentes professores, guias, auxiliares da humanidade.

Os xamãs tem ao menos um animal de poder, que age como espírito guardião e como intermediário para acessar outras realidades. Nas viagens xamanicas ele assume os talentos de seu animal e vê de maneira diferente. Os animais protegem os xamãs em trabalhos perigosos e são fontes de conhecimento.

Os animais no xamanismo são também, classificados segundo os o elementos:

Os animais da água são frequentemente, os guardiões de nossos sonhos, guardam conhecimentos e facilitam projeções astrais.

Os anfíbios nos ensinam a refletirmos para aprendermos a usar as emoções.

( água) construtivamente ( terra).

 

O Reino dos pássaros é o ar que interliga o Paraíso com a Terra.

São os pássaros que se movem entre ambos. Fazem o caminho entre a espiritualidade e a matéria. O ar em movimento é o vento que simboliza a o movimento e a capacidade de voar, nas asas da inspiração, intuição e criatividade.

Os insetos reúnem habilidades para voar, espalhar, a adaptabilidade, a armadura, a reprodução, organização, fertilização, etc.

A aranha entre os nativos americanos é ao mesmo tempo Avó e Criador, que criam novas energias dentro da existência.

Os répteis são os guardiões dos registros da Terra, ensinam a capacidade de sobrevivência.

Os povos nativos têm acreditado que os clãs animais têm grandes poderes medicinais que eles compartilham conosco, se nós temos a sabedoria para receber os ensinamentos.

O antropólogo Michael Harner, em seu livro “The Way of The Shaman “ descreve que quando uma pessoa está doente ela fica desanimada , ou seja ela perdeu sua força animal, está deprimida, fraca e predisposta a adoecer.

Os nativos chamam a energia dos animais honrando-os. Nós também podemos tirar proveito desses poderes, em todo o conjunto do seu clã, por um processo chamado invocação.

Quando nós invocamos, nós estamos literalmente convidando um espírito animal para viver perto de nós, então podemos compartilhar de seu poder medicinal. Ao invocar um espírito animal, estamos rezando para o conjunto das espécies daquele animal.

Quando nós invocamos algum animal, chamamos a sabedoria do conjunto das espécies. O simples fato de procurar deliberadamente o seu poder e de inclui-lo em nossa vida pode transformar completamente a nossa maneira de viver. Você não estará chamando espíritos de animais mortos ou vivos, não deve procurar o seu animal de poder fora de você, ele está no seu interior. Ao invocarmos a Águia, invocamos o poder, conhecimento e experiência de todos as águias, da alma coletiva, da essência espiritual do animal que vive na Terra, e no Mundo Espiritual.

Deve-se estudá-lo atentamente para aprender mais coisas a respeito de sí próprio. Quando interagimos com os animais, nós aprendemos a vê-los e tudo na natureza toma um novo caminho. Nós chegamos para apreciar e reverenciar a sabedoria e poder, inerentes a todos os seres da natureza. Nos temos nos desenvolvido na ciência, tecnologia e habilidade analítica, mas os espíritos animais têm outros poderes que, em alguns caminhos, vão além de todos os nossos próprios. Nós podemos receber a sua orientação e sermos curados por sua medicina, por invocar seus poderes até nós.

 

Podemos usar os totens animais para aprender sobre nós mesmos e sobre mundos invisíveis. Há uma força arquetípica que se manifesta através dessas criaturas. Esses arquétipos têm suas próprias qualidades e características refletidas pelos comportamentos e hábitos dos animais.

 

Um xamã pode ter vários animais de poder como auxiliares, para objetivos específicos. Você poderá trabalhar com outros animais, e os descobrirá à medida que for desenvolvendo habilidades xamanicas, mas seu animal principal continuará sempre sendo o mais importante para você. Alguns xamãs não aconselham revelar o seu animal de poder para outras pessoas, outros falam publicamente, o certo nesse caso é que cada um ouça a sua voz interior, e que tenha uma clara e boa intenção ao revelar.

espirito_animal2

Os animais (e suas energias) trabalham em você. Você é um microcosmo. As energias do Universo estão dentro de você, o Universo vive em você.

O animal escolhe a pessoa, e não o contrário. Quem busca um animal, geralmente é porque encontra o ego no meio do caminho.

A pessoa pode escolher um animal por causa do seu glamour, e isto não trás resultados e sim frustrações. Nenhum animal é pior, ou melhor, do que outro. A medicinal de cada animal é única. Muito melhor você sentir-se poderoso usando a medicina do rato, do que ineficaz na medicina do Urso. O seu maior sucesso está em trabalhar com o animal que vem para você.

Você deve desenvolver um relacionamento com seu animal. Para se comunicar com eles é necessário respeito. Você deve aprender seus pontos de vista. Eles devem aprender a confiar em você e suas limitações. E você deve aprender a confiar neles e suas limitações. Isso requer tempo, paciência e prática.

Você deve aprender a honrar seu totem e sua medicina para que esteja efetivo em sua vida. Quanto mais efetivo, mais poderosos eles se tornam.

Fonte: Livro “O Espírito Animal” de Leo Artese

 

NOTA: Espíritos Animais não é uma tradição exclusiva de tribos Norte Americanas. Existem um sem número de tradições xamanicas (andina, siberiana, havaiana, chinesa, africana…) que trabalham com algum tipo de relacionamento com os Espíritos Animais e, nem sempre, o conceito ou o significado espiritual de cada animal é compartilhado entre elas.

ANIMAIS-XAMANISMO-PSICOLOGIA: Os animais de poder são vistos sob a luz da psicologia analítica,  como imagens arquetípicas (manifestações simbólicas de conteúdos inconscientes). Na análise Junguiana ele é percebido como o SELF INSTINTIVO. 

TOTEM – O termo Totem não se refere particularmente a um Espírito Animal, mas antes a um Espírito Ancestral associado a uma linhagem familiar, tribo, etc. Eles não estão presos a formas e podem aparecer como uma pedra ou uma planta, ou como uma força, como vento ou trovão, mas são as formas animais as mais comuns. Essa forma de manifestação é tão antiga que podemos observar até hoje o quão forte é essa influência. Apesar de não ter o mesmo significado ou intento, indústrias, equipes de futebol, grupos, festas, carros, empresas, continuam a usar Totens como símbolos, como escudos, assim como faziam os povos antigos, pintando-os nas suas roupas, recriando as suas imagens, usando as suas peles ou mimetizando os seus passos em danças e numa série de outras formas.

TEXTO: Teia de Luz

Imagens: Internet:

Honre o Sagrado!  Quando for reproduzir as matérias desse Blog cite a fonte.

Gostou do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Posts Recentes

BUSCA POR CATEGORIA

Copyright 2022® – Oficina de Consciência 

teiadeluz@oficinadeconsciencia.com.br

error: Conteúdo protegido!